sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Jorge Ben - Big Ben

Esse a meu ver é o álbum mais Samba-Rock de fato do Jorge Ben. Lançado em 1965 é também um dos mais difíceis de se conseguir (digo o Lp). O disco é cheio de canções geniais, acho que a mais conhecida é "Agora Ninguém Chora Mais" que foi regravada em 1971 por Erasmo Carlos e em 2000 por Andrea Marquee, além dessa, outras que são memoráveis são as seguintes:

"Jorge Well" trocadilho no mínimo engraçado, uma palhinha da letra... "I dancing very well, Because, I am Jorge Well..." hahahahaha

Vê se eu agüento! rsrsrs, "Bom Mesmo é Amar" adoro o arranjo dessa, "Patapatapatá", "Quase Colorida" outra que faz parte das composições singelas de Ben e a excelente "O Homem, Que Matou o Homem, Que Matou o Homem Mau" composição inspirada na "História De Um Homem Mau" de Roberto Carlos lançada um ano antes. Eu acho esse disco demais, lembro que comprei junto com o primeiro e foi outra daquelas! (Inacreditáveis 5 reais! rsrsrsrs) Nem eu acredito nessas boiadas! Espero que vocês gostem tanto quanto eu, no que diz respeito as informações técnicas o que se sabe é que foi produzido por Armando Pittigliani, agora... os músicos, dá pra saber bem mais ou menos o primeiro nome deles pois na faixa "Jorge Well" meio que rola uma apresentação, se não me engano são os seguintes: Luiz Marinho (Baixo), Reizinho (Bateria) e Mazinho (Piano). Bom... é isso…

"...Take it easy girl, I am Here, Take it Easy Girl, I am Jorge Well..." que comédia! rsrsrsrs

Opa! Agora com extras, re-upei o post e acrescentei quatro peças raras. A primeira é a versão ao vivo de "Agora Ninguém Chora Mais" que Jorge Gravou com Elis Regina no Programa "O Fino Da Bossa" daquele ano, a segunda é uma versão de "Quase Colorida" (da qual não tenho certeza da data, mas penso ser de 65 mesmo) que consta com o nome de "Veruschka". Veruschka foi uma modelo lindíssima da década de 60 (pra quem assistiu Blow-Up do Antonioni ela é a personagem que o protagonista fotografa no início do filme e que esta no cartaz do filme inclusive), penso que essa versão é uma espécie de homenagem pra tal moçoila rsrsrsrs, e as duas últimas são: "Aleluia é Nome De Mulher" e "Você Não é Maria, Mas é Cheia De Graça", ambas fazem parte de um compacto extremamente raro de Jorge lançado em 1966.

É isso aí "... ask my mama..." rsrsrs


Para Baixar e Sair Sacundindo: Jorge Ben - 1965 - Big Ben


Postado Por Marcel Cruz

2 comentários:

Anônimo disse...

Oh sí. Éste es el disco favorito mío de Jorge Ben. Pero no mencionaste mi canción favorita en el disco: "Preto Velho."

FabianoPrsn disse...

Puta disco, mandou bem demais.