domingo, 7 de outubro de 2007

Jorge Ben - O Bidú (Silêncio No Brooklin)

Esse é na minha opinião, e não só minha é claro, um disco de transição do Jorge e seu maior flerte com a Joven-Guarda porque além de ter uma composição em parceria com o tremendão Erasmo Carlos - fato curioso, pois Erasmo em outra parceria que não a de Roberto é difícil de encontrar - a banda de apoio de Jorge são os "Fevers" ou "The Fevers" como queiram. Jorge que vinha de uma linhagem que pendia mais pra Bossa Nova com esse volume muda totalmente seu rumo, rumo extremamente peculiar, pois a música dele faz parte de um movimento de um homem só: o dele. A sonoridade deste álbum de uma forma geral é um tanto diferente, o timbre metálico que tem o volume revela o uso de guitarra eletrica e não mais o acústico violão de Nylon que vigorava até então .

Olhem o que achei:

Trecho do livro "Roberto Carlos - Em Detalhes"

“O autor de Mas que nada foi então contratado pela TV Record e mudou-se para São Paulo, indo morar inicialmente com Erasmo Carlos numa casa que alugaram no Brooklin.

E foi no programa Jovem Guarda que Jorge Ben começou a renascer e eletrificar sua música. "Ali eu me senti no meu mundo. Podia tocar minha guitarra em pé, e não apenas um violão sentado num banquinho como na bossa nova". No programa ele ganhou o apelido de Bidu - que deu título ao seu primeiro álbum dessa nova fase de sua carreira. Acompanhado pela banda The Fevers, Jorge Ben imprimiu ao disco a linha "jovem-samba", uma síntese entre iê-iê-iê e MPB.”


O repertório do disco é composto por 12 faixas das quais uma é em parceria com Erasmo Carlos (Menina Gata Augusta) e outra com Yara Rossi (Quanto Mais Te Vejo) as demais todas somente dele. Meu destaque vai para: "Amor De Carnaval" que abre o disco, "Nascimento De Um Príncipe Negro", "Jovem Samba", "Frases" que em 1977 foi regravada por Caetano Veloso no álbum "Bicho" com o nome de "Olha o Menino", "Sou Da Pesada" e "Si Manda" que fecha o volume. Outro detalhe é que foi gravado pelo selo Artistas Unidos e não pela Philips. Jorge voltou a gravar pela Philips somente em 1969.

Acho que É isso! Vambora?

“... Mas que nada eu sou da pesada, Meu lema é fé em Deus e pé na tábuaaaa..."


Para Baixar e Sair Sacundindo: Jorge Ben - 1967 - O Bidú (Silêncio No Brooklin)


Postado Por Marcel Cruz

Um comentário:

Fernando disse...

Ésski mai mamaaaaa!!!!

abraço Marcel!