quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Nara Leão - Nara Leão

Dando uma geral nas postagem de 1968 vi, a tempo, que tinha deixado uma lacuna. Como é que fui esquecer de Nara Leão? A musa da Bossa Nova foi uma das poucas que deu apoio total pra turminha tropicalista e não só apoiou como participou ativamente do movimento. Nara assistiu de camarote, junto com Caetano e companhia, a passeata contra as guitarras, que tinha entre outros artistas Elis Regina defensora fervorosa da "MPB pura", mas que incluiria o "instrumentinho" em quase todos seus álbuns a partir de 69. E pasmem vocês, mas Gilberto Gil também estava na passeata! Irônico isso não? rsrsrs. Na verdade a participação de Gil na passeata foi a contra gosto, reza a lenda que ele só participou por gratidão a Elis Regina que deu maior força pro seu início de carreira. Vai saber? Eu ainda acho que foi pura tiração de onda, rsrs. Genial!!!

Esse álbum, apesar de apenas flertar, é considereado como o disco tropicalista de Nara. Foi todo arranjado por Rogério Duprat e teve lançamento simultâneo com o "Tropicália ou Panis et Circeses", ambos em Agosto de 1968. O repertório é bem interessante, mais voltado pra velha guarda. Da moçada que surgia tem apenas 4 composições. Duas delas de Caetano e Torquato Neto ("Mamãe Coragem" e "Deus Vos Salve Esta Casa Santa"), uma de Caetano e Gil ("Lindonéia") e uma de Chico Buarque e Cecília Meireles ("Tema De "Os Inconfidentes" com a participação do MPB4).

A edição em CD conta com duas faixas bônus que pelo que entendi foram lançadas em compacto no mesmo ano, são elas: "Festa", composição singelíssima de Dori Caymmi e Nelson Mota e "Linha 12" de Juarez De Souza e Antonio Mota que lembra muito Sidney Miller, nessa, Nara divide os vocais com o desconhecido Jorge Neri.

Destaque para a já conhecida "Lindonéia" de Caetano e Gil, "Quem é?", de Custódio Mesquita e Juracy Camargo que no arranjo Duprat faz uma citação de "Amélia", de Ataulfo Alves, "Anoiteceu", de Francis Hime e Vinícius De Moraes, "Infelizmente", de Lamartine Babo e Ary Pavão, "Deus Vos Salve Esta Casa Santa" de Caetano Veloso e Torquato Neto e para todas as demais, rsrsrs.

Esse é um dos álbuns que mais gosto de Nara, da pra ouví-lo horas a fio sem a menor vontade de trocar, os arranjos de Duprat são geniais!

É isso aí lacuna preenchida!



Pra Baixar e Sair Sacundindo: Nara Leão - 1968 - Nara Leão


Para Assistir e Sair Sacundindo: Lindonéia - Festa - Ensaio


Postado Por Marcel Cruz

4 comentários:

Anibal Miron disse...

tava esquecendo da Narinha! que injustiça! hehehe! Logo a Narinha, tão linda! e tão criticada e caluniada por suas vertentes musicais! Se eu tivesse nascido naquela época casava com ela!! Ronaldo Boscoli Não sabe o que perdeu!! hehehe!
Abraço bichso! continua escrevendo que ta muito bom!

Anibal Miron

Igor disse...

O que dizer da Nara?? Poucas são chamadas de "MUSA". Uma vez rainha...

Zé do peixe disse...

Nara é genial!

ADEMAR AMANCIO disse...

O Ronaldo bôscoli dizia "Eu gosto da Nara,coitada".Enquanto a Elis dizia que a Nara leão era uma cantora que falava muito bem e cantava muito mal,a Nara dizia que a Elis era uma cantora que cantava muito bem,mas era desequilibrada.As duas estava certa.