segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Marcos Valle - Garra


Vamos começar o ano mantendo o nível. "Garra", segundo álbum da safra 'blacksambarocksoul' de Marcos e Paulo Sérgio Valle, é composto originalmente por 11 canções, todas assinadas por ambos.
Mais uma vez nos deparamos com arranjos geniais de Geraldo Vespar, Orlando Silveira e do próprio Marcos. O time de músicos participantes também é de cair o queixo: Dom Salvador (Orgão e Cravo), Robertinho Silva (Bateria), Capacete (Baixo), Geraldo Vespar (Violão e Guitarra) e Marcos Valle, que além do vocal também assume o Piano e Violão.
O álbum abre com a crítica, política e 'singela' "Jesus Meu Rei", não temos o crédito do backing vocal, mas pode bem ter sido os Golden Boys. Aliás, isso é uma coisa que senti falta na ficha técnica do disco, o único crédito que temos é para a participação de Marizinha em uma das faixas e que me parece ter participado como backing vocal nas demais. A faixa seguinte é a suingada "Com Mais De 30", o piano e o violão de Marcos estão fabulosos nessa faixa, groovezentos! rs.
A música que segue é a faixa título do álbum, "Garra", ela traz na segunda parte um arranjo de cordas que é a cereja do bolo, ficou excelente, essas duas canções foram também gravadas no mesmo ano por Claudia no disco "Você Claudia, Você".
A quarta música contida no álbum é a excelente "Black Is Beautiful", anteriormente gravada por Elis Regina numa versão para mulheres no álbum "Ela". Aqui temos a versão masculina da canção, o arranjo de Vespar me lembra em alguns momentos 'Rhapsody in Blue' dos irmãos Gershwin, genial!!! Nessa faixa temos ainda a participação de Marizinha dividindo os vocais com Marcos. Seguindo temos a saudosa "Amigo Tom", uma puuuta homenagem para Tom Jobim bem nos moldes Jobinianos e pra fechar o lado A do álbum Marcos escolheu a 'despreocupada' e alegre "Paz e Futebol".
O Lado B começa mantendo o alto astral com "Que Bandeira", canção também gravada no mesmo ano por Evinha, seguindo, "Wanda Vidal", tema da personagem de Dina Sfat na telenovela 'O Homem Que Deve Morrer', exibida pela Rede Globo entre Junho de 1971 e Abril de 1972. A próxima canção que compõe o Lado B é instrumental, "Minha voz virá do sol da América", venceu a IV Olimpíada da Canção de Atenas, Grécia em 1971.
Recheando ainda mais o Lado B temos "26 Anos De Vida Normal" gravada anteriormente por Erasmo Carlos no fuderosíssimo álbum "Carlos, Erasmo...", e que aqui recebeu arranjo de Orlando Silveira. Fechando o volume original "O Cafona", que ganhou um arranjo genial e totalmente black de Marcos, essa composição foi tema de abertura da telenovela homônima exibida também pela rede globo entre março e outubro de 1971.
Como bônus acrescentei "Berenice", música tema da personagem de Renata Sorrah no filme "Lua De Mel e Amendoim", dos diretores Fernando De Barros e Pedro Carlos Rovai, essa faixa foi lançada apenas em compacto.
É isso aí!!!
"...Hoje a noite / amante negro eu vou / enfeitar o meu corpo no teu / eu quero essa dama de côr / uma Deusa, do Congo ou daqui..."


Para Baixar e Sair Sacundindo: Marcos Valle - 1971 - Garra


Para Saber Mais: Bio 1 - Entrevista Com Marcos Valle


Para Assistir e Sacundir: Abertura Da TeleNovela O Cafona


Postado Por Marcel Cruz

3 comentários:

disse...

Marcel, descobri seu blog "fuçando" na net e estou encantada! Nossa, tem muita coisa boa e estou aprendendo muito! Parabéns! Vou recomendar aos amigos!
Renata

Átila disse...

valeu, irmão. estava atrás deste álbum. muito obrigado. vou colocar seu blog nos favoritos.

Gabriel disse...

Olá! Gostaria de primeiro lhe dar parabéns pelo trabalho! Cara, Este blog parece um oásis no meio do deserto!

- E, gostaria de pedir, se possível,para revalidar este link...

Obrigado! Abraços!