terça-feira, 3 de maio de 2011

Morphine - 1993 - Cure For Pain

Sax barítono, bateria e baixo com apenas duas cordas tocadas com Slide. Uma formação bem inusitada para um power trio, já que no geral os "powers trios" tem a guitarra como centro das atenções.

Mas ser comum não era uma idéia que devia passar pelas cabeças de Mark Sandman, Dana Colley e Billy Conway.

O Morphine surgiu em 1989 e teve 10 anos de existência. Eu conheci no ano que acabou, quem me apresentou esse som foi o Larini (mais uma que devo a ele, rsrs) foi ouvir e viciar, me pegou de prima. Além do som ser muito bom e incomum o fim da banda como não poderia deixar de ser também foi inusitado. Rolou em Julho de 1999 no "Nel Nome Del Rock Festival" - que acontecia no Jardim Do Príncipe em Palestrina cidade italiana que fica próximo a Roma - durante o show Mark teve um ataque cardíaco em pleno palco, dizem que a princípio foi confundido com performance mas infelizmente não era. Com a morte de Mark a banda se desfez.

O legado deixado pela banda é composto por 11 álbuns de "Low Rock" (definição dada pelo próprio Mark): cinco de estúdio, um gravado ao vivo, um de B-Sides, duas coletâneas e dois póstumos com materiais inéditos. PS* o Quinto em estúdio também teve lançamento póstumo.

O que temos aqui é o segundo álbum deles, foi lançado em 1993 e é pra mim um dos melhores. Nele temos as clássicas "Buena, "In Spite Of Me", "Mary Won't You Call My Name?", "All Wrong" e "Cure For Pain", faixa que dá nome ao álbum. São 13 faixas no total, das quais duas são vinhetas instrumentais, 37 minutos e 48 segundos de uma música que em si diz tudo o que tinha que ser dito! Creio que irão gostar...

PS* Aproveitando o gancho, acabou de estrear nos EUA - agora nesse fim de semana 29.04.2011 - um documentário sobre Mark Sandman, e que leva justamente o título deste álbum. Vamos ver quando chegará nas nossas telinhas. O consolo é que se não chegar temos a rede a nosso favor, rsrsrs. Abaixo tem um link para o trailer.



Para Baixar e Sair Sacundindo: Morphine - 1993 - Cure For Pain





Postado Por Marcel Cruz

4 comentários:

Valladao disse...

Discaço Marcel, sax, vocal e bateria casaram muito bem, acho que eu não ouço nada parecido mas gostei muito da banda.

whistler100 disse...

O ano... 1999. O dia... 3 de Julho. O local... O Nel Nome Del Rock Festival, em Palestrina, a leste de Roma. Os Morphine dão o segundo espectáculo da sua digressão europeia. A banda introduz o segundo tema do show, Supersex, quando de repente se percebe que algo se passa com Mark, os joelhos dele parecem ceder, ele vai no chão, depois cai para trás, ainda segurando o baixo. Um silêncio devastador toma conta da multidão. Foi levado para o Hospital mais próximo onde o óbito foi confirmado. Mark Sandman acabara de sofrer um ataque cardíaco fulminante, aos 46 anos de idade. Morreu, mas tornou-se imortal.

Ele cantava: "I've got all the time in the world, all the time in the world to spare..." Afinal, parece que não tinha. Talvez fosse isso que fazia dos Morphine uma banda tão especial. Quem foi que disse? __Uma estrela que brilha com mais intensidade queima com o dobro da velocidade.

Grande post, Seu Marcel, como aliás sempre nos habituou. Saravá!

BLOG DO PROFEX disse...

Blogaço! Curtindo aqui, Marcel. Parabéna!

Anônimo disse...

Esse disco é sensacional mesmo, Marcel. Uma dica nessa linha (pra você ou pra postar pra galera que não conhece) é o Orchestra Morphine (só tem um disco, "Live on tour"), que é a banda que a galera do Morphine e uns amigos fizeram, se não me engano, para terminar a turnê durante a qual o Mark se foi.
Seu blog continua show! Valeu. Abração...
Hg.