quinta-feira, 7 de abril de 2011

Paulinho Da Viola - Nervos De Aço

"... Você sabe o que é ter um amor meu senhor? Ter loucura por uma mulher? E depois encontrar esse amor meu senhor, nos braços de um outro qualquer..."

Desilusões amorosas, crônicas policiais, meta-samba, auto-reflexão e choro, são alguns dos elementos que encontramos em "Nervos De Aço". Sem dúvida um dos melhores álbuns de Paulinho Da Viola.

Lançado em 1973 a empreitada contou com arranjos magistrais de Cristovão Bastos, Maestro Gaya, Nelsinho, Copinha e do próprio Paulinho.

O time que acompanhou dispensa comentários vejam só: Copinha nas Flautas e Clarinete, Cristovão Bastos - Piano, Piano Eletrico e Cravo, Nelsinho no Trombone, Dininho no Baixo, Baterias de Juquinha e Elizeu e na seção rítmica Elton Medeiros e Dazinho.

São 10 composições, metade assinadas por Paulinho, as demais são de Mijinha (Sentimentos), Lupicínio Rodrigues (Nervos De Aço), Zé Da Zilda, Carlos Cachaça e Cartola (Não quero Mais Amar a Ninguém), Jorge De Castro e Wilson Batista (Nega Luzia) e Chico Buarque (Sonho De Um Carnaval).

Das 5 composições assinadas por Paulinho, 4 acho geniais, a 5ª o que salva é o arranjo pois é repetitiva e bem chata, não fosse a roupagem seria insuportável ouvi-la, mas vamos aos detalhes:

1ª - Comprimido: Crônica dramática policial, Paulinho foi extremamente feliz nessa composição, letra, melodia e arranjo fazem dessa uma de suas obras-primas

2ª - Não Leve a Mal: Uma espécie balanço e ação pós carnaval relacionada a escola de samba Portela.

3ª - Roendo as Unhas: Essa é a dita cuja! A melodia é extremamente chata e repetitiva, a letra acaba tornando a composição um meta-samba mas que não diz nada (não sei se teria de dizer algo) a meu ver totalmente dispensável, o arranjo me agrada mas não é suficiente pra me fazer gostar de fato da composição, resumindo eu a teria limado antes de prensar o disco, rsrs.

4ª - Cidade Submersa: Samba canção lindíssimo, a orquestração ficou perfeita, as conversas entre Piano Eletrico, Trombone e Clarinete dão um toque de extrema elegância que é potencializada quando entra em cena o naipe de cordas. Muuuito bom!!!

5ª - Choro Negro: Por essa eu tenho um carinho mais do que especial, pois além de ser um choro lindíssimo me traz memórias muito boas, lembro que conheci esse tema em 2002/2003 tocado por um grupo de choro daqui de Curitiba chamado "Ebubu Fulô", foi a época que tive um bar (já mencionado em outras postagens). Esse grupo tocava lá todo domingo e o tema acabou marcando esse período da minha vida, doce lembrança!

Bom, acho que é isso, tirem suas próprias conclusões, apreciação recomendadíssima!!!

"...Sentimentos, em meu peito eu tenho demais..."


Para Baixar e Sair Sacundindo: Paulinho Da Viola - 1973 - Nervos De Aço


Para Assistir e Sacundir: Choro Negro


Postado Por Marcel Cruz

3 comentários:

Lucas Jeison disse...

Opa!
Passando por aqui para parabenizar o "Sacudiben" pelo trabalho. Altos discos fantásticos, textos informativos e muito balanço.
Abraços.

Igor disse...

Marcel, eu o acompanho faz um bom tempo já, e só tenho a agradecer pelo blog e pelas postagens, mas dessa vez vou discordar num pontinho de seu post: acho "Roendo As Unhas" genial! hahahaha Passa bem uma atmosfera paranoica, da qual acho que me identifico bem, o que me torna suspeito pra falar...
Enfim, continue com o blog e com as aulinhas, especialmente sobre os arranjadores e bastidores! O blog é formidável!

Grande abraço

Z� Ronaldo disse...

Parabéns Marcel pelos quatro anos do blog!!! Continue sacundindo assim por muitos anos ainda!!!