quarta-feira, 3 de junho de 2009

Jards Macalé - Jards Macalé

Outro figurinha de extrema importância no âmbito tropicalista foi Jards Anet Da Silva, Jards Macalé ou apenas Macal, nome que Caetano invoca para solar em "Nine Out Of Ten" no LP Transa.

Até o episódio de "Gothan City" Macalé estava participando do movimento mais nos bastidores. A carreira fonográfica de Macal se dá apenas em 1970 com o lançamento de um compacto duplo que continha quatro faixas, esse compacto é bastante difícil de se conseguir em perfeito estado, na cópia que tenho tentei dar uma melhorada no som mas sinceramente ainda não fiquei satisfeito com o resultado, mas mesmo assim acrescentei essas faixas como material bônus do arquivo aqui presente.

Jards também tem um histórico de trilha sonora no cinema nacional, é dele as trilhas de "Macunaíma", do diretor Joaquim Pedro De Andrade, e de "Amuleto de Ogum", de Nelson Pereira Dos Santos. Neste, Jards também atua interpretando um músico cego que é o narrador da história.

Bom, a estréia de Jards em Long-Play solo se dá em 1972 e da melhor forma possível, Jards conta com ninguém menos que Tuti Moreno na Bateria e o genial Lanny Gordin, que junto com Macalé assume o Violão além de também ser o responsável pelo Baixo.

No repertório, composições escolhidas com bastante esmero. Não, infelizmente não temos nele a gravação de "Gothan City", aliás, pelo que se sabe essa composição nunca foi gravada por Jards, gostaria de saber o motivo. Mas enfim, o LP é composto por 9 faixas, no CD temos 11 pelo fato de que 2 vinhetas contidas entre as faixas estão separadas, ou seja, o resultado final acaba dando 11 faixas.

O álbum abre com a excelente "Farinha Do Desprezo" feita em parceria com Capinam, em seguida Jards canta quase que sem querer, como se fosse um lamento, o refrão de sua genial "Vapor Barato" feita em parceria com Waly Salomão e imortalizada por Gal Costa. A próxima é "Revendo Amigos", uma das que mais gosto, também feita em parceria com Waly. Recentemente essa música ganhou uma versão que ficou fantástica.

Mais duas e fechamos o Lado A, outra jóia ímpar também feita em parceria com Waly e imortalizada por Gal aparece agora na voz do compositor: "Mal Secreto", fenomenal!!! Acho essa composição ducaraaaaleo! Jards escolhe pra fechar a elegantíssima "78 Rotações"... grave um disco devagar... devagar quase parando um long play... Com as mãos frias mas com um coração queimando... . Parceria com Capinam. Excelente!

O Lado B abre com a melancólica "Movimento Dos Barcos", seguida pela não menos melancólica e excelente "Meu Amor Me Agarra e Geme e Treme e Chora e Mata", ambas feita em parceria com Capinam. O que entra em cena agora é o resultado da doida parceria entre Macalé e Torquato Neto: "Let's Play That", desafinando o coro dos contentes! rsrs.

Além de suas composições Macal escolheu duas composições 'alheias', uma do então novato Luiz Melodia, que entraria pro cenário fonográfico nacional no mesmo ano, "Farrapo Humano", e outra de Gilberto Gil chamada "A Morte". Fechando o álbum, temos outro hit em forma de vinheta, "Hotel Das Estrelas" parceria com Duda, gravada anteriormente por Gal em seu álbum 'LE-GAL'.

Como citei no começo do texto, acrescentei mais 4 faixas ao arquivo. Essas faixas são parte integrante do primeiro compacto lançado por Jards Macalé que tem como banda de apoio o grupo SOMA que entre outros tinha como integrantes Zé Rodrix e Naná Vasconcelos. As quatro composições são: "Soluços" de Jards, "O Crime" parceria com Capinam, "Só Morto(Burning Night)" - a mais fooooda! - e "Sem Essa"(regravada em 1977 no LP Contrastes), ambas em parceria com Duda.

Apesar de todo seu histórico e composições Macalé nunca se considerou tropicalista.

É isso aí, ele não, mas a gente considera! rsrsrs.

PS* Macalé é sim considerado, junto com Mautner, Itamar Assumpção e Luís Melodia, entre outros, como um dos "Malditos Da MPB". Já que é assim chegou a hora e a vez dos Malditos no Sacundin!!! O próximo será Jorge Mautner, esse sim maldito e tropicalista! rsrsrs.


"...E tudo o mais jogo num verso, intitulado mal secreto..."



Para Baixar e Sair Sacundindo: Jards Macalé - 1972 - Jards Macalé


Para Assistir e Sair Sacundindo: Macalé especial Torquato Neto 1977 - Macalé no Sem Frescura (Bate Papo com Pereio, Genial!!!!)


Para Saber Mais: Bio - Jards Macalé Homepage


Postado Por Marcel Cruz

6 comentários:

Mundim Veloso disse...

Marcel, seu blog tem as melhores resenhas que eu já vi na blogosfera!
Muitas vezes o post é de um álbum que eu já tenho, mas eu leio a resenha e aprendo bastante sobre o trabalho!
Parabéns cara!

Marcel Cruz disse...

Pô valeu Mundim! Obrigado pelo coment, pode não parecer mas isso da uma animada legal, rsrsrs. Valeu mesmo!!!!

Abração e vamo que vamo que o som não pode parar!

Mundim Veloso disse...

Tão bom quanto ouvir um álbum de qualidade é obter informação a respeito e isso o sacundinbenblog faz com primazia.
Abraço!

Mundim Veloso disse...

Ter informações sobre um grande álbum é tão bom quanto ouví-lo e nisso o sacundimbenblog se destaca.
Abraço!

Anônimo disse...

também corro atras do "só morto" com uma qualidade melhor há muito tempo, será que você poderia postar separado essa versão que voce deu um upgrade, mesmo sem ter ficado satisfeito com o resultado. Mas é qualquer coisa! esse disco é fodaço

felipe moraes

l_l disse...

Cara, não para não!